sábado, 1 de outubro de 2016

THE ORANGE LETTER - O BLOGUE






Para Mia Couto “cozinhar é um modo de amar os outros”. Para Frank Sinatra “laranja é a cor mais feliz”. Regozijo-me. Não importa o modo como escolho olhar para as coisas – escolhi o nome bem. Laranja porque é um alimento, e eu gosto de comer. Laranja porque Psicologia, e eu gosto de aprender. Laranja porque é uma cor… E eu gosto de ser feliz.

The Orange Letter, o blogue, é – justamente – isso.

O meu nome é Ana – mas os mais queridos chamam-me Catarina – e nasci a 21 de Maio de 1992, numa década em que as mães ainda não precisavam de trabalhar. Fui educada pela minha, que tomava conta de outras crianças, e cresci numa aldeia não muito longe do Porto.
Tenho um irmão mais velho, que acreditavam ser meu namorado, e um cão de meia-idade, o Romeu, a quem chamo de meu amor.
Aprendi a ler aos cinco anos, caí de patins aos doze e terminei a primeira licenciatura aos vinte e três.
Já quis ser escritora. Participei n’um concurso literário, mas não ganhei. Quis mudar o mundo. Estudei Ciências da Comunicação, mas não mudei. Quis empoderar os outros. Fiz uma Certificação Internacional em Life Coaching, e empoderei.
Não bastou.
Actualmente frequento o Mestrado Integrado em Psicologia, da Universidade do Porto, e o meu tempo é perdido entre três paixões – a Gastronomia, a Cultura e a Ciência. Tenho outra, maior. O Porto.
O blogue nasce, pois, da necessidade de partilhar a experiência que é o ser, o saber e o sabor pela boca, olhos e coração de alguém que vibra com esta cidade.
Assim por aqui, o café quer-se quente. A torrada com manteiga. O arroz, de tomate. Ou feijão. Assim por aqui, lê-se Camilo, Eça, Pessoa e Saramago. F. Scott Fitzgerald, J. D. Salinger e Kerouac. Assim por aqui passeiam-se os Aliados e os Jardins do Palácio. Para melhores vistas, a Vitória. Mas na Serra do Pilar… Ah!, aí fica o meu coração.


×          Para dúvidas e/ou sugestões, parcerias, colaborações e/ou patrocínios, contactar:
theorangeletter@gmail.com

Sem comentários:

Publicar um comentário